Postagens

Oração Afetiva

Imagem
Temos o privilégio de falar com Deus e ouvir o que Ele tem a nos falar - "Clama a mim e Eu te responderei" (Jr 33:3). Para muitos a oração se constitui o momento de falar algo para Deus - seja alegria, desgosto,  desejo, medo ou reclamação. Em oração,  muitos cristãos encontram uma terapia para a alma. No entanto,  não podemos desmerecer os efeitos relacionais que a oração possibilita - por meio dela não apenas dizemos algo para Deus,  mas entramos em um âmbito de intimidade com Ele, aperfeiçoando  nosso relacionamento com o Pai. Assim, a oração deixa de ser um monólogo e passa a ser um diálogo,  no qual falamos e ouvimos - o homem interior é disciplinado a separar tempo não apenas para falar, mas para ouvir também,  algo que é um desafio para as pessoas do presente século,  que vivem tão ocupadas com os cuidados da vida.  Somos chamadas a desenvolver a prática da oração afetiva, reconhecendo nela um meio de se tornar mais íntimo do nosso Deus e, ao mesmo tempo, mais conheced…

Um INFELIZ CARNAVAL

Imagem
Com o fito de ter muita diversão algumas pessoas se prepararam para o Carnaval com muita dedicação e responsabilidade - investiram suas economias em fantasias, abadás, bebidas, etc.  Estas pessoas vão curtir os dias de Carnaval com muita "alegria",  sem se preocupar com os perigos que as espreitarão nesta época. Quando nos referimos aos incrédulos, não é algo absurdo de se pensar,  mas é assustador saber que muitos cristãos,  desprovidos do Temor a Deus,  não vêm risco algum neste período festivo e,  ousarão participar de folias em que a promiscuidade,  a apologia aos vícios e o culto ao corpo são só algumas das transgressões presentes. Talvez estes sejam os mesmos cristãos que reclamam do tempo do culto,  mas passarão horas em uma marchinha de Carnaval hipnotizante,  tomarão lugar à roda dos escarnecedores e se deterão no caminho dos pecadores. Nunca tiraram o dízimo para ajudar a Igreja de Cristo a se manter,  mas gastarão com bebidas e festas, quem sabe o dízimo de um ano…

Separando o joio do trigo: o que representa (e o que não representa) a decisão da Corte Europeia de Direitos Humanos de Estrasburgo para a existência (ou não) do direito ao casamento homoafetivo.

Imagem
Por Nerrian Possamai (Diácono da Comunidade Cristã IPEG) 
Em Helsinki, a capital da Finlândia, país escandinavo europeu, habita um cidadão cujo sobrenome é Hämäläinen, de 54 anos. Ele é formado em ciências econômicas e trabalha como oficial de alfândega. Casou-se com sua esposa em 1996 e ambos tiveram uma filha em 2002, tudo dentro dos sacramentos religiosos da Igreja Evangélica Luterana, profissão de fé que seguem e vivenciam fervorosamente. Em 2004, o casal procurou ajuda de profissionais de saúde e psicologia para ajudar ao marido quanto à sua “identidade de gênero dissonante”. Após um tratamento psicológico bem sucedido, a esposa compreendeu que estava casada com alguém que se entendia também como mulher. Em junho daquele ano, Hämäläinen escolheu para si o nome de “Heli”, mas não lhe foi permitido proceder ao seu registro civil como mulher. Isso ocorreu porque Heli é casada com outra mulher e, segundo a lei finlandesa, esse casamento seria invalidado se Heli fosse reconhecida como …

Somos Todos Estrangeiros

Imagem
De acordo com a Bíblia Sagrada a hospitalidade é uma virtude que deve ser cultivada por todos os cristãos. Tanto o judaísmo, quanto o cristianismo ensinam que o reino de Deus é comparado a um grande banquete, para o qual todos os povos são convidados – devemos acolher o estrangeiro, amar o nosso próximo e estar com os mais vulneráveis entre nós. Nas palavras de Jesus: “Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou” – Mateus 10:40 Quando damos boas-vindas a um desconhecido, damos também a Jesus, e quando damos boas-vindas a Jesus, damos também a Deus. Tanto refugiados, quanto imigrantes, desejam ser livres – esses são os que Jesus falou quando disse: “Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me” – Mateus 25:35. Não podemos nos esquecer que a falta de hospitalidade e a crueldade com que os moradores de Sodoma e Gomorra tratavam os estrangeiros foi um dos motivos pelos quais eles foram de…

Livres da Dor do Passado

Imagem
"Presos a um passado ruim, pessoas deixaram de viver para se agredir com sentimentos de culpa, decepções amorosas, crises financeiras, estupros, agressões físicas, roubos, assassinatos, abandono, drogas, a perda de um ente querido, etc. – problemas do presente e do passado"...

"Vários tratamentos terapêuticos e psicoterápicos surgem com o propósito de tornar a vida das pessoas melhor. Cientistas desenvolvem pesquisas a cada dia a fim de encontrarem curas para doenças que dizimam, todos os dias, milhares de pessoas pelo mundo. Em alguns casos a cura é descoberta; em outros, um tratamento surge. Porém, para algumas doenças a luta continua para se encontrar um tratamento eficaz que cure ou que, ao menos, seja capaz de minimizar sofrimentos em caso de morte. Dentre os males que afetam a humanidade encontramos os males da alma. Vivemos o século da depressão. As clínicas psicológicas e psiquiátricas são muito procuradas por pessoas que buscam um tratamento que as liberte desse…

Até onde Você iria para Pregar o Evangelho de Jesus?

Imagem
O novo filme do diretor Martin Scorcese, “Silence” – ainda sem título em português para o mercado brasileiro – narra a história real de missionários cristãos no Japão. Segundo a crítica especializada, “Silence” é um dos favoritos ao Oscar 2017, por isso teve a sua estreia antecipada para dezembro deste ano, nos Estados Unidos, e já teve uma pré-estreia no Vaticano, no dia 29 de novembro, em uma sessão especial para 400 padres jesuítas. Os planos do multipremiado diretor para esse filme foram iniciados ainda nos anos 1990, quando Martin Scorcese – de origem católica – viu a oportunidade de transformar o livro homônimo, publicado pelo escritor católico japonês Shusaku Endo (1937-1997), em filme. O cineasta e o roteirista Jay Cocks escreveram a primeira adaptação para o livro, mas os planos não foram adiante. No livro, Endo conta um romance, ambientado no Japão dos séculos XVI e XVII, em que os personagens narram o choque cultural entre o pragmatismo materialista dos japoneses e a visão esp…

Vatican Reaffirms Ban on Gay Priests

Imagem
Pope Francis aboard the papal flight from Rio de Janeiro to Rome, July 28, 2013. When the pope told reporters, "Who am I to judge" a homosexual person, he was emphasizing a part of Catholic teaching often overlooked by the media and misunderstood by many people.
The Vatican on Wednesday declared that “persons with homosexual tendencies” cannot be admitted to Catholic seminaries. This reaffirms a 2005 policy now seemingly at odds with Pope Francis’ famous “Who am I to judge?” response when asked about gay priests in 2013.
The document, entitled “The Gift of the Priestly Vocation,” was drafted by the Vatican’s Congregation for Clergy, and it is meant to offer wide-ranging guidelines for priestly formation. In addition to several quotes from Pope Francis, the document draws heavily from the writings of St. Pope John Paul II and Pope Benedict XVI.
Three of the document’s 210 paragraphs are devoted to “persons with homosexual tendencies” who desire to become priests, drawing primari…