Postagens

Mostrando postagens de 2021

Série Cultura Gay

Imagem
Cultura Gay em diferentes culturas... Traduções: Marvel Souza. Instagram:  @marvelsouzaoficial . A PAIXÃO DA MANGA CORTADA... "O imperador chinês Ai Oh Han se apaixonou por um oficial chamando Dong Xian dando-lhe poder político e um palácio magnífico. De acordo com a legenda, enquanto ambos dormiam na mesma cama, o imperador foi despertado para tratar de um assunto urgente. Dong Xian, seu amante, estava dormindo sobre a túnica do imperador, e ao invés de despertá-lo, o imperador preferiu cortar a manga de sua túnica e deixá-lo dormir. Assim, "a paixão da manga cortada" se tornou um eufemismo na tradição gay da China". OS MISTÉRIOS OCULTOS DEBAIXO DA CALÇA... "Um dos maiores poetas de todos os tempos e considerado o mais importante no Islã, Abu-Nuwas, foi também um homem muito polêmico. Ele foi um mestre da sátira e escrevia frequentemente sobre temas proibidos pelo Islã. Seu intuito era impactar seus leitores, mesmo isso tend

CANCELADOS E CANCELADORES - BBB 2021

Imagem
"CANCELADO E CANCELADOR, tema recente do reality show Big Brother Brasil e contundente com a realidade social de grupos que se sentem à margem  da sociedade por questões raciais, de gênero, identidade de gênero, orientação sexual ou status socioeconômico, passou a ser alvo de questionamentos sérios.  As cenas vistas em alguns dos episódios do BBB21 reforçam o alerta aos ativistas, quer sejam eles/elas engajados/as com lutas pelos direitos raciais, feministas ou de gênero, identidade de gênero e orientação sexual - O OPRIMIDO PODE SE TORNAR O OPRESSOR! O ativismo praticado sem bases de conhecimento real da luta e seus objetivos, pode se tornar uma guerra na qual não há vitoriosos. Os excessos cometidos pelos querem ser ouvidos e vistos, desprovidos de respeito e reconhecimento do lugar de diálogo, não apenas de fala, tem sem mostrado como característica da falta de uma educação libertadora. "Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor&qu

Os Sete Pecados Capitais

Imagem
OS SETE PECADOS CAPITAIS SÃO OS PRINCÍPIOS QUE FEREM A DEUS, A VOCÊ E AO PRÓXIMO... Os sete pecados capitais são quase tão antigos quanto o cristianismo. Mas eles só foram formalizados no século 6, quando o papa Gregório Magno, tomando por base as Epístolas de São Paulo, definiu como sendo sete os principais vícios de conduta: gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja.  A lista só se tornou “oficial” na Igreja Católica no século 13, com a Suma Teológica, documento publicado pelo teólogo são Tomás de Aquino. No documento, ele explica o que os tais sete pecados têm que os outros não têm. O termo “capital” deriva do latim caput, que significa cabeça, líder ou chefe, o que quer dizer que as sete infrações são as “líderes” de todas as outras.  E, do ponto de vista teológico, o pecado mais grave é a soberba, afinal é nesta categoria que se enquadra o pecado original: Adão e Eva aceitaram o fruto proibido da árvore do conhecimento, querendo igualar-se a Deus. Leia ab

Revista Teologia Queer - a Apologética e a Afirmativa da Fé (Volume 1)

Imagem
MATERIAL PARA GRUPOS DE ESTUDO E ESCOLA DOMINICAL COM ABORDAGEM 100% INCLUSIVA.  Este material tem como objetivo fornecer conhecimento relacionado ao exercício pleno da fé por pessoas LGBTQIA+. A partir de ações e medidas afirmativas e apologéticas baseadas na nova interpretação dos textos bíblicos, que por muito tempo foram utilizados para condenar as pessoas da sigla, os conteúdos aqui presentes possibilitam a estruturação da Fé de Inclusão Eclesial Plena e a Libertação Total para o exercício pleno dos dons e  ministérios do Espírito Santo por aqueles que se sentiam indignos do Reino de Deus por serem quem são. Material para grupos de estudo e escola dominical com abordagem 100% inclusiva.  Disponível nas versões "Professor" e "Aluno". E cada volume traz a proposta de estudos bimestrais. Os estudos são elaborados pelo Reverendo Marvel Souza, teólogo com experiência ministerial de 24 anos, pastor da Igreja Metodista Reconciliadora do Brasil e coordenador de projeto

DOS PERSPECTIVAS DIFERENTES EN EL MINISTERIO PRESBITERAL

Imagem
El Ministerio Presbiteral debe verse desde dos perspectivas que guiarán la práctica de los/las presbíteros(as): 1. Perspectiva realista: se trata de la conciencia que tiene cada ministro de la realidad ministerial en la que se inserta en el presente. Desde esta perspectiva, es posible enumerar los éxitos, fracasos y desafíos actuales de una institución religiosa para adoptar las acciones y medidas necesarias; 2. Perspectiva idealista: se refiere a la capacidad de planificar el futuro, teniendo en cuenta las posibilidades y los recursos disponibles para llevar a cabo los planes. La perspectiva idealista tiene como objetivo generar esperanza a través de proyecciones para el futuro. Se recomienda a los ministros combinar estas dos perspectivas y aplicarlas en el ejercicio ministerial. Cuando uno de ellos se valora a expensas del otro, las consecuencias pueden ser desastrosas. Texto: Reverendo Marvel Souza (@marvelsouzaoficial)

DUAS PERSPECTIVAS DIFERENTES NO MINISTÉRIO PRESBITERAL

Imagem
Para leer en español:  http://www.xn--direitof-5ya5g.com/2021/01/dos-perspectivas-diferentes-en-el.html O Ministério Presbiteral deve ser encarado a partir de duas perspectivas que nortearão a prática dos/as presbíteros/as:  1. Perspectiva realista: esta diz respeito à consciência que cada ministro/a tem da realidade ministerial na qual está inserido/a no presente. A partir desta perspectiva é possível listar os êxitos, fracasos e desafios atuais de uma instituição religiosa com o fito de adotar ações e medidas necessárias; 2. Perspectiva idealista: esta diz respeito à capacidade de planejamento do futuro, levando em consideração as possibilidades e recursos disponíveis para a realização dos planos. A perspectiva idealista tem por objetivo maior gerar esperança por meio de projeções para o futuro.  Recomenda-se aos ministros/as unir estas duas perspectivas e aplicá-las no exercício ministerial. Quando há valorização de uma delas em detrimento da outra as consequências podem

LAS TRES PARTES DE UN SERMÓN

Imagem
El sermón consta de tres partes: Introducción (o Exordio), Cuerpo (o Desarrollo) y Conclusión (o Peroración). - Introducción: es importe que el predicador atraiga la atención de los oyentes desde el inicio de su mensaje, y que mantenga ese interés hasta el final.  La introducción prepara la mente de los oyentes para que puedan comprender el tema del sermón y las ideas que se desarrollan en el cuerpo del sermón. Ayuda a captar la simpatía de la gente. - Cuerpo: es el desarrollo del sermón de forma didáctica, que suele darse con la exposición de los temas que se abordarán y las referencias bíblicas que los sustentan. En este punto, cabe resaltar la importancia de que el predicador tenga, además de los conocimientos bíblicos y teológicos, información sobre la actualidad (Hay quienes dicen que un buen predicador siempre tiene que tener una Biblia y un buen periódico bajo el brazo. Además, otro aspecto que hay que tener en cuenta es la precaución en cuanto a los temas que se abo

AS TRÊS PARTES DE UM SERMÃO

Imagem
Para leer en español:  http://www.xn--direitof-5ya5g.com/2021/01/las-tres-partes-de-un-sermon.html O sermão é constituído de três partes: Introdução (ou Exórdio), Corpo (ou Desenvolvimento) e Conclusão (ou Peroração).  - Introdução (Exórdio): é importante que o pregador atraia a atenção dos ouvintes desde o começo da sua mensagem, e que mantenha esse interesse até o fim.  A introdução prepara a mente dos ouvintes, para que possam compreender o assunto do sermão e as ideias a serem desenvolvidas no corpo do sermão. Ela ajuda a captar a simpatia do povo.  - Corpo: é o desenvolvimento do sermão de forma didática, que ocorre geralmente com a exposição dos tópicos que serão abordados e as referências bíblicas que os sustentam. Neste momento, é válido destacar a importância do pregador ter além do conhecimento bíblico e teológico, informações sobre assuntos da atualidade (Há quem diga que um bom pregador sempre tem de ter uma bíblia e um bom jornal debaixo do braço).  Ademais, ou