Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

Humanização do SER Humano - O Novo Testamento como instrumento de transformação social

Imagem
Para leer en español, haga clic en el siguiente enlace:   http://cristaobsb.blogspot.com/2020/03/la-humanizacion.html "Para além da questão religiosa, o Novo Pacto possibilita a cada pessoa uma nova visão de si e do outro, sendo por isso, um agente de transformação social". "A salvação anunciada no Novo Testamento, em seus termos mais claros, propõe a humanização das pessoas, livrando-as de tudo aquilo que as impeçam de SER, quem, de fato, elas SÃO. Isso nos remete ao papel social que o Novo Testamento desenvolve na vida e na prática de muitas pessoas. Alinhado a isso, vários movimentos sociais surgiram do cristianismo protestante e católico, com o propósito de humanizar as práticas, métodos e saberes do fazer cristão. Dentre estes movimentos, podemos destacar as Pastorais católicas e protestantes, as ações do Exército da Salvação dos protestantes metodistas, o movimento de Ministros Reconciliadores metodistas, etc. O Novo Testamento tem como objetivo m

Escritores Bíblicos

Imagem
Escritores Bíblicos Novo Testamento 27 Livros (13 Livros foram escritos por Paulo de Tarso). Livro Autor de acordo com a teoria tradicional Autor de acordo com algumas escolas modernas Mateus Mateus Um autor anônimo Marcos Marcos Um autor desconhecido, como a maioria dos autores cristãos Lucas Lucas Um autor anônimo João João Um autor anônimo Atos dos Apóstolos Lucas O autor de  Lucas Romanos Paulo de Tarso Paulo de Tarso I Coríntios II Coríntios Gálatas Efésios Paulo de Tarso  ou ditados orais de  Paulo Filipenses Paulo de Tarso Colossenses Paulo  com coautoria de  Timóteo I Tessalonicenses Paulo de Tarso II Tessalonicenses Paulo de Tarso

Genealogia de Jesus no Evangelho de Mateus e no Evangelho de Lucas

Imagem
Texto por Marvel Souza O Evangelho de Mateus apresenta a genealogia descendente de Jesus, destacando sua linhagem real. Por outro lado, o Evangelho de Lucas elenca a genealogia ascendente de Jesus, ressaltando sua linhagem natural (para ser considerado Judeu era necessário ser gerado no ventre de uma judia) e sua linhagem sacerdotal (Maria era integrante de uma família de sacerdotes). No Evangelho de Mateus, José é descrito como filho de Jacó. No Evangelho de Lucas, como filho de Eli. Isso porque os escritores escreveram com finalidades diferentes, respaldados em leis e costumes da época. Eli, na verdade, era o pai de Maria, porém, segundo os costumes judeus e de muitas outras culturas da época, o genro integrava a genealogia da família da esposa como filho do sogro (a razão disso pode estar na crença de que o homem carregava consigo as sementes da vida, que garantiriam a perpetuação da linhagem familiar). (Texto extraído do livro “Evangelho de Mateus Comentado”– C

Batismo Cristão

Imagem
Pastor Marvel Souza (Pastor presidente da Comunidade Cristã IPEG) Brasília 2 de agosto de 2018 Carta Pastoral sobre o Batismo praticado pela Comunidade Cristã IPEG Aos membros, congregados e simpatizantes,  ORDENANÇAS - DEFINIÇÕES O batismo cristão não deve ser considerado como sacramento de acordo com o que é ensinado pela Igreja Católica. De acordo com os ensinos de Jesus, o batismo é uma ordenança; a saber, a primeira ordenança das duas ensinadas – Batismo e Ceia do Senhor.           Batismo:“Então, Jesus aproximou-se deles e disse: "Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos". (Mt 28:18-20)         O Batismo deve ser um momento de alegria no Céu, um ato solene, festivo e de grande importância para a vida do candidato ao batis