Comentário sobre o Evangelho de Mateus



O evangelho de Mateus faz referência a vários textos do Antigo Testamento e se destinava ao público judeu.
Mateus apresenta Jesus como o Messias prometido pelos profetas. A história de Jesus é narrada desde seu nascimento até sua ressurreição. Ademais, Mateus coloca em foco o ministério tríplice de Jesus – pregar, ensinar e curar.
O encontro de Jesus com os fariseus e outros grupos religiosos da época é enfatizado no livro, pois reflete o nível de confusão religiosa que aqueles líderes viviam – Jesus os acusou, dentre outras coisas, de serem hipócritas, mentirosos, judicialistas e legalistas. Em contrapartida, Jesus prega o Evangelho da cruz, que exige renúncia, coerência com a justiça divina, amor ao próximo e apego à verdade.
As pregações de Jesus atraíram multidões, seus ensinos fundamentaram o nascimento do cristianismo e as curas que operou atestaram sua autoridade.
Seu nascimento aponta para o ano aceitável do Senhor; sua morte, para o dia do Senhor e sua ressurreição, para a vinda do Senhor.
A palavra da Graça presente no livro de Mateus aparece em forma de convite:
“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve”(Mateus 11:28-29).

Texto por Marvel Souza (Pastor da Igreja Metodista IPEG)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma reflexão sobre o Tempo (Esboço de pregação)

ARMAD@S E PERIGOS@S

Esterilidade Espiritual