Corpus Christi e a Bíblia (entendimento da Igreja Reconciliadora Comunidade Cristã IPEG

A Ceia é a expressão máxima do convite divino à humanidade. Nela, todos encontram o fundamento da salvação: "A salvação é pela Graça, mediante a fé, e isso não vem de vós, é dom de Deus" - Efésios 2:8.

Ceia do Senhor na Comunidade Cristã IPEG
Jesus instituiu a Ceia como memorial de sua morte, que deve ser celebrado até que ele venha (1 Coríntios 11:26). Mas Jesus não mandou celebrar o pão e o vinho como sendo seu corpo e sangue verdadeiros - isso fica claro pelo emprego da seguinte expressão bíblica: "Fazei isso em MEMÓRIA de mim" - 1Coríntios 11:24-25.

O pão e o vinho são apenas símbolos, para lembrar de Jesus. Adorar o pão e o vinho no Corpus Christi é idolatria (Romanos 1:25). Ademais, o termo "Santa Ceia" tem a sua origem com o pensamento católico de que apenas um grupo determinado de pessoas pode participar deste evento. Mais tarde, protestantes tradicionais replicaram o ensino de que a Ceia é um evento destinado apenas ao grupo de pessoas que atende as exigências de membresia eclesiástica. A "Ceia do Senhor", então,   passou a ser usada pelos cristãos como elemento de diferenciação, e consequentemente de exclusão.

Essa é uma das razões pelas quais a Comunidade Cristã Incluídos pela Graça - IPEG adota o uso do termo bíblico "Ceia do Senhor" e  não "Santa Ceia"(a outra razão é porque o termo "Santa Ceia" não é bíblico). Como Igreja Reconciliadora, a Comunidade Cristã IPEG entende que todos são convidados à mesa do Cordeiro, que é a representação da comunhão com Deus por meio de Jesus, e da comunhão cristã.  
  
A Bíblia diz que cada crente faz parte do corpo de Cristo, que é a igreja (1 Coríntios 12:27). Quando alguém aceita Jesus como seu salvador, Jesus mora dentro de seu coração. A ceia serve para nos lembrar que Jesus já está dentro de nós. Não tem nenhum poder sobrenatural. Não precisamos de “comê-lo” na ceia para receber sua graça, porque já a recebemos! - Gálatas 2:20: "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim".


A Ceia é a expressão máxima do convite divino à humanidade. Nela,  todos encontram o fundamento da salvação: "A salvação é pela Graça, mediante a fé, e isso não vem de vós, é dom de Deus" - Efésios 2:8. Ir contra isso é perigoso e contra a vontade do próprio Deus. 

As recomendações bíblicas para a participação da Ceia do Senhor são (1Coríntios 11:20-34):

  1. Examinar-se a si mesmo;
  2. Discernir o corpo e o sangue de Jesus, representados nos elementos pão e fruto da vide;
  3. Comunhão cristã, esperando uns pelos outros e compartilhando sempre.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma reflexão sobre o Tempo (Esboço de pregação)

ARMAD@S E PERIGOS@S

Esterilidade Espiritual